Só vexâme

Talvez eu devesse diminuir a quantidade de bebida.
Talvez eu devesse parar de beber.
Não, aí é exagero. Eu não sou nenhuma alcoólatra. É totalmente impensável para mim encher a cara sozinha. E posso perfeitamente sair e me divertir sem um pigo de álcool (ou coisas do gênero). Mas, por outro lado, não posso negar que uma bebidinha faz milagres.
E desgraças.

Tudo bem que recentemente os vexâmes tem sido cada vez menores, mas me assusta bastante pensar no que a Ana bêbada já fez. É sério.

Enquanto teenager, eu era meio quadrada. Não pegava ninguém, não bebia, não alastrava. Meu rolê era comer pizza com a galera, ficar conversando até altas horas, chorar por pessoas erradas, escrever cartas de amor, curtir um rock pesado, usar preto, não tomar sol. Oi, eu era uma revoltadinha de 5a. categoria.

Aí, com 16 anos, comecei a beber. Não, infelizmente o meu primeiro grande porre não está documentado nesse blog. Achei que ia pegar mal pros meus acompanhantes de 51 + Pepsi Twist. Sim, sou classuda pra cacete. Mas hoje falo sem medo: eu, meninos do Concórdia (Leandro, Rodrigo, Jean) e meninos do módulo (Bruno, Thiago e se tinha mais alguém eu não lembro, sorry). Fui assediada, deitei no meio da rua e, principalmente: primeira vez na vida que vejo o mundo girar de verdade. Anos mais tarde já cheguei a ver o mundo fazendo formas triangulares, mas enfim. Primeira vez é sempre primeira vez.

No começo eu não tomava cerveja. Mas dava vexâme de qualquer forma. Vomitar no metrô, ser ajudada por alheios na rua, foder o rolê de umas 15 pessoas e coisas do gênero. Ou praticamente desmaiar no meio do show dos Los Hermanos.

Aí comecei a beber cerveja. E descobri que era mais difícil passar mal com cerveja do que com bebida quente. Well, a ilusão durou pouco.
Ainda mais quando comecei a misturar tudo de vez. Vomitar no carro alheio, chegar em casa engatinhando, dormir no elevador (17 andares é foda, né), ser fotografada no melhor estilo “quem não bebe não tem história”, dormir na sarjeta, dormir com a cabeça na privada, vomitar pela janela, gorfar em caçamba… Enfim. Não prezo pela dignidade. Isso sem contar a parte sexual da coisa, tipo pegar pessoas e só depois perceber que são outras. Ou agarrar bêbados interessantes em banheirospor aí. Isso sem contar as coisas mais trashs ainda, que o horário não permite que eu conte.
OU SEJA.

Se eu me arrependo? Só quando isso envolveu trabalho pros outros, o que, pode não parecer, mas não foram tantas vezes. Ou quando deixei de fazer coisas por estar de porre. Se eu me orgulho? Só de algumas. hehe.

O difícil é acordar no dia seguinte se achando uma vadia sem eira nem beira, ou com uma ressaca monumental. Isso quando eu não perco, sei lá, o cartão de bater o ponto do trampo na balada.

Talvez eu devesse diminuir a bebida.

Ana, pense a respeito.

Anúncios

4 comentários sobre “Só vexâme

  1. Primeiro: uó que eu não sabia que vc tinha blog. oO
    adorei o blooooooog \o/ li um pouco por aqui e, admito, vc é classuda, mulher. ahuahuauha

    enfim, seu post lembrou o finalzinho do meu – se bem que agora a minha última besteira de balada ficou até bem digna. e, te falo, meu reino pra vc contar todas as histórias cabidas e descabidas das suas bebedeiras por aí – o tantim que vc falou só deu curiosidade =p

    ainda não sei se vai dar certo, mas vou tentar te add no Reader pra ficar vindo te ler, gostei mesmo daqui. mas fico beeeem feliz de vc avisar no twitter qdo tiver postado tb. gente lerda [oi ?]
    é um problema, mesmo com todos os feeds possiveis e imaginaveis.

    bjo
    #tetwitto [ahuahauhauha]
    ;*

  2. auhuahauhuahauh amiuga a cherry do bolo é no fim o “Categoria: Sem Categoria”

    e sim, diminuir a bebida é sempre o ideal, tô contiugo… o problema é a amnéééésia… nunca lembro de maneirar… :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s