Longo, dramático e intenso.

Estou devendo falar um pouco sobre a terapia, né?

Anteontem foi FODA. Fazia um tempo que eu não ia, por causa de feriado, fechamentos, coisa e tal. E ontem valeu  como umas 10 sessões. A começar porque dei a ela a idéia que eu tenho de mim, esteticamente. E ela me deu bronca: “Pára de se colocar para baixo! De achar que tudo de bom que acontece com você é sorte!.”

Eu me acho feia. Não, eu SOU feia, e nada me convence do contrário. Não sou medonha, atualmente estou na categoria: “gente que não chama atenção”. Eu não chamo atenção. Se chamar, vai ser pelo lado negativo: pro ser feia ou gorda.

Na raríssimas vezes NA VIDA em que fui elogiada esteticamente, encarei como falsidade. Não me venha falar que eu sou bonita, porque eu não sou, e é uma puta duma mentira.

Quem se importa tanto com estética assim? A sociedade que me julga desde que eu me entendo por gente. Numa época, inclusive, em que eu realmente não era feia, mas me convenceram do contrário.E muito bem. Valeu aê, COLÉGIO MORUMBI SUL, destruidor de auto-estima e de adolescências.

O estranho é que “por dentro” eu me amo. Não me acho a pessoa mais foda do mundo, lógico que não. Nem a mais inteligente, mais ética, mais nada. Mas eu gosto de quem eu sou. Sou responsável, inteligente, sincera, verdadeira, escrevo bem… E podem dizer 1000 vezes que eu sou burra, desleixada, escrevo mal, vazia… Mas nada me convence que eu seja isso, porque meu eu interior está super bem formado e confiante. Mas a recíproca não é verdadeira na parte de fora. Gosto do que sou, mas não do que aparento.

A minha terapeuta sabe, e eu sei mais ainda, que auto-estima não é fácil de ser construída. E a minha vai precisar ser moldada a partir do zero. Ainda mais quando levaram mais de 20 anos para destruí-la. Mas estou na busca. Juro. Tento olhar pelo lado positivo, mas aí lembro que a vida é muito injusta comigo, ninguém se interessa por mim, nunca, eu só pego sobra  ou sou sobra.  Nunca que um cara bonito vai me escolher entre eu e qualquer amiga minha (já passei por essa situação algumas milhares de vezes, o bonitão nem me olha e pega a minha amiga. Faz parte). E esse tipo de coisa só me leva mais a crer que it`s all about a pretty face. Ou uggly face, no meu caso.

Já gostei de bastante gente na vida. Mas a recíproca nunca foi verdadeira. Na verdade, nem sei como raios já fiquei com gente bonita na vida. E algumas BEM bonitas, que até hoje eu tenho pra mim de que foi um conjunto de sonhos. O pessimismo me leva a crer que tem muita gente não-seletiva como eu por aí. Se eu não fosse insegura como sou, juro que perguntaria para esses caras pq raios ficaram comigo. E o medo de ouvir algo como “estava muito bêbado” ou até “aposta”?

Por outro lado, se dei sorte de pegar alguns caras lindos, não posso me dar ao luxo de seguir o padrão só pegar caras lindos. Na verdade, não posso seguir nenhum padrão: se eu começar a ser seletiva, não pego mais ninguém, nunca mais.

Porque tanta gente consegue namorados bonitos, inteligentes, com papo bom e que gostam, e eu estou fadada a estar sozinha?

Preciso pegar alguém? A rigor, não. Ultimamente, pego para diminuir um pouco do vazio. E ó, tenho pegado bastante. Mas, daquele jeito: critério zero. Não gosto  – nem fico afim de ninguém – há anos. É só diversão. Mas uns beijos alheios jamais substituiriam o companheirismo que eu tanto quero.

Não, não gosto de ser vítima. Mas não consigo assumir uma outra postura enquanto me olho no espelho e fantasminhas do passado perambulam pela minha mente, dizendo que a culpa de tudo que aconteceu de ruim comigo, de ninguém nunca ter me amado, de eu ser a única em qualquer grupo de amigos em que ninguém se interessa, de ser uma das poucas da minha idade que nunca namorou, de tudo, é porque sou feia.

Vai, tenta me dizer que estética não é a grande responsável disso.

E não me venha citar ensinamentos de “O segredo” porque, eu, aquariana e cética, não trabalho com isso. Eu só entendo coisa racional e concreta. Me ensina através de uma equação matemática aí que entendo. Me diz que mantras repetidos à exaustão vão melhorar minha auto-estima, e eu vou ter que rir.

Por hoje é só, amiguinhos!

9 comentários sobre “Longo, dramático e intenso.

  1. Ana (e o maaaaaaaaaaaaaaar, mar e Anaaaaaaaaaaaaaa…), post denso. E, sabe oq acontece? não sei se tem oq comentar. Vc já deu respostas pra um monte de comentários mimimi que pudessem te fazer e, eu não sou do tipo que diz ‘importa é sua beleza interior’ – acho que importa o que VOCÊ quiser que importa. Sério. Acho que a gente se olhar no espelho, ou nem olhar, e se achar tudo-de-bom é primordial. Essencial, pra nós mesmas. E, digo isso, pq já fui o patinho feio. A pessoa por quem ninguém se interessava, como diz vc. Mas sei lá, os tempos mudam, as pessoas tb, e eu mudei. Aham, hj eu me acho linda, tudo de bom, mas sei que já vivi sem isso, sem essa auto-confiança latente e talz…e que vivi mtas coisas boas.

    Concordo com a terapeuta que vc tem mesmo que parar de achar e dizer que as coisas acontecem por sorte. Tsc Tsc. Acontecem pq acontecem, acontecem pq são vc. E desde qdo um cara bonitão de interessar pela gente é sorte?o_O isso não se trata de ganhar na loteria, por ex. Ganhar na loteria é que é sorte. O resto é conquista.

    Sei lá. Fico meio sem saber oq falar. Mas sei que, vc sabe, Ana (e o maaaaaar) tem milhares de pessoas que gostam, e que gostarão de vc, por ‘n’ motivos. E, vc se sentir bem, e solta em vc mesmo é um deles.
    😉

  2. Srta! disse:

    Ana, nem sei o que comentar. Mas são coisas que doem. Muito. Tb me faço algumas das perguntas que tu fazes a ti mesma, sabe? No meu caso, o buraco é mais embaixo, pq complexo de patinha feia não existe mais, ´pq ouvi tantoo que sou bonita e pego sempre bonitos, que desencanei. Mas, como vc, eu NÃO quero só pegar. Quero companheirismo. E aí eu encano, pq, aí, nem os feiosos (com raras ocasiões de exceção) se aproximam querendo algo DE VERDADE, pra valer. E, ao contrário de ti, minha autoestima tem problemas generalizados, de fora e de dentro (embora os de dentro sejam os mais relevantes – como disse, os de fora já [quase] superei). O que eu tenho pra dizer é que um pouco sempre melhora, força na peruca e na terapia!! Mas, na real, a gente quer é que melhore muito, não pouco, né?! Ah, eu já perguntei o que vc queria perguntar pros caras, e as respostas invariáveis foram “não sei”. Não me magoou, pelo menos, mas tb não me agregou nada. Portanto, SEM PERGUNTAS, que vc vai se humilhar à toa. aproveita e descarrega TUDO no consultório, pq, mesmo que a gente não tenha taanto amor-próprio e tanta segurança, a gente precisa fingir pro mundo que tem… se a gente não quiser ser esmagada feito inseto! Um beijo e boa semana. (:

  3. Ai terapia que saudades…

    Sabe a medida que vou vindo aqui e lendo vc, acabo as vezes me sentindo meio que intima sua, como se fosse mesmo uma amiga… rsrsrs

    Mas aqui, sobre tudo o que vc escreve e passou, quero dizer só umas coisinhas, primeiro sobre os problemas na escola, bem eu tinha um problema neural, um edema que durante muito tempo eu lutei contra, então por muitas vezes tive que raspar a cabeça, acha que os idiotas da escola se importavam que eu podeia morrer a qualquer momento? òbvio que não, Me senti feia por anos a fio, magrela, nanica e que quando tinha cabelo era ruim e o pior, rodeada de amiguinhas lindas de cabelos longos e lisos, imagina né?… rsrs

    Só que sei lá isso passou, a virada me lembro quando foi, foi quando meu primeiro namorado, me deu um chega pra lá dizendo que eu procurava ele demais, dai passei a entrar nesses bate papos por tel sabe? E dai passei a frequentar os encontros dessa galera, isso acabou com meu namoro é claro, mas deu um mega up na minha auto estima, acabei namorando um dos caras mais fodas de lá -isso foi uma merda a parte- mas a partir dai passei a me sentir bonita, e sabe o que é melhor tenho a sensação que passei a ser mais bonita, depois disso tive umas crises deprês, mas passaram, quando quero me arrumar, quero fazer pra chamar a atenção, pra ser notada, pra que me olhem e me notem, e mesmo que isso não aconteça de verdade -assim como vc não liga se disserem que vc não é responsavel e etc- eu tb não ligo se não olham, eu to aqui linda e gata como queria estar e isso que importa…

    Bem é só um comentário, acho que mais pra dizer algo do tipo, “Você é o que acredita ser” Então se é pra reconstuir a auto estima, comece por mudar o que vc não gosta, comigo foi assim que deu certo…

    bjus e desculpa o mega comentario.

  4. E não é que tem gente que ama mesmo demais?E,olha,têm muitos outros detalhes que não comentei.

    Post difícil pra escrever e ler.Autoestima é uma coisa muito pessoal e complicada.Foda é que a gente fica dependendo do que as pessoas acham da gente,pra estabelecer o que nós mesmos achamos.Maas,tem que trabalhar isso,Ana.E,olha,nada de sorte,viu?Quiseram vc e ponto.
    E,claro que não vou dizer aqui,que beleza não importa,não chama atenção,mas é sério,que eu dou muuuito mais valor pra outras coisas.Inclusive já namorei um rapaz que eu não achava bonito.

    Tive mais problema com isso,na adolescência,não me achava ninguém,perto das minhas amigas bonitas.Com o tempo,minha autoestima melhorou,(mas vive oscilando)mas é só alguém dizer que não me acha bonita,pra eu despencar (e,acredite,uma vez,um cara que eu estava ficando,me disse isso).Queria,também,ser mais segura.Quem sabe um dia ;D

    P.S.:Fiz quase um post aqui ;~
    beeijos ;**

  5. Vou tentar lembrar o que tinha dito no comentário que perdi ç.ç

    Hmn, também tenho esse negócio de me achar uma pessoa legal, honesta e tal, mas por fora não me achar muita coisa (apesar de, vendo as fotos antigas, não me achar nem um décimo de feia do que eu me sentia na época (e algumas pessoas faziam parecer) e de vez em quando ter uns surtos de olhar pro espelho e pensar que n sou tão ruim como acho na maior parte do tempo). E, tipo, cheguei à conclusão de que esse negócio de encontrar alguém é destino, sorte, algo assim, quando vi pessoas mais feias que eu q encontraram a outra metade da laranja #brega enquanto tô aqui (ainda n sei se isso é bom. As pessoas q eu gostei de verdade e gostaram de mim não deram certo (por causa da distância, na maioria das vezes) e tenho medo de passar o resto da vida sem ninguém :~
    Misturei um monte de coisas do comentário velho, desorganizadamente, mas…enfim😡 Desejo é sorte pra você e pra mim :B
    Beijo, Ana🙂

  6. Dica disse:

    acabei de assisti a entrevista da Cláudia Raia no Irritando Fernanda Young, e ela comenta sobre esse assunto, falando sobre a experiencia dela com isso, de uma forma engraçadíssima, acho q vc iria gostar de assistir.

  7. Eu acho que beleza deve ser levada em conta,mas nao é tudo nao…conheco pessoas que se achasm feias e que sabem se vestir bem,mesmo que com roupas simples.
    Uma pessoa com roupa limpa, cheirosa, bom papo e engracada vale mais do que uma alta bunduda peituda como cabelo encebado que abre a boca e so sai merda kkkkkkkkkkkk
    Logo mais sua auto estima vai estar la em cima…voce nao é feia coisa nenhuma ,pó pará viu!

    Mil beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s