Cada centímetro quadrado

Tava tudo muito lindo, tudo muito bem. A festa de confraternização da empresa foi legal, o natal na praia foi delícia. Voltei, trabalhei segunda, trabalhei hoje e trabalho amanhã. Os pobres coitados que dividem plantão comigo (6 pessoas de 30 e poucas) resolveram ir beber hoje. Fui, me diverti, vim mei-bêbada pra casa, temdêmcia. E fui tomar banho. Aí, brooooother. Me bateu A BAD. Temo que uma bad parecída recaia sobre mim no ano novo.

Moral da história: comecei a pensar em cada centímetro que eu odeio about myself. Vim escrever sobre isso aqui, melhor terapia do mundo (até pq a psico tá de férias até a metade de janeiro). Botei o iPod na ordem aleatória e começou a tocar All by myself. Só não me jogo da janela pq morrer no ano novo é deprimente. Mas enfim.

Lágrimas correm.

Eu até queria gostar de alguma coisa do meu corpo. Na real, gosto dos meus pés e gosto da minha pele quando está bronzeada. PONTO FINAL. Mas… Resolvi fazer uma lista, em ordem do que eu mais odeio no meu corpo, já que já disse algumas vezes que até gosto de ser quem sou por dentro.

1 – percebi isso hoje. O que eu mais odeio em mim, de longe, não é a gordura. São meus peitos. Eles saem bem em fotos, ficam bem cobertos por roupas, mas meu corpo nu é uma tragédia, e boa parte da tragédia mora nos meus seios. Pq? Bom. Sabem aquela história de que os lados do corpo de cada pessoa são diferentes? Pois bem, em mim isso é evidente. Meu lado direito é MUITO maior que o esquerdo. A coxa é mais grossa, o olho é maior… E, o pior de tudo: o peito é M-U-I-T-O maior que o seu par do outro lado. Quando digo muito, quero dizer: meu lado direito equivale a um sutiã 48 e o esquerdo fica bem num 44. Aí compro um 46, e o peito direito fica esmagado, enquando o esquerdo sobra. O mamílo é maiorzão e tudo. É sinistro.
Ok, é AINDA pior. O direito é caidão. Há quem elogie o meu lado caído e grande, mas eu odeio os dois lados. Queria ser NORMAL, conceito que eu não defendo, exceto nesse caso.
Só não coloco uma foto dos meus peitos pq capaz de o wordpress deletar meu blog. Aí me mato de vez. E também porque obviamente MORRO de vergonha. Bem provável que anônimos me xinguem, mas acho que anônimos não perdem mais seu tempo lendo textos gigantescos. Anyway… Minha auto-estima não tem praonde baixar mais.

Esse lance dos meus peitos é o fator número 1 pelo qual minhas relações sexuais são uó: odeio meu corpo, sou insegura, travo e… Bom, vocês entenderam.
Se eu cagasse dinheiro, seria fácil dar um jeito nisso… Eu até tenho uma poupancinha que arcaria com os gastos dessa operação, mas aí mora o 2º ponto pelo qual mais me odeio.

2º: GORDURA. Sou gorda. Já consegui emagrecer 20 Kg em 6 meses, e engordá-los em 2 meses. Tenho compulsão alimentar, minha vida suckeia, e aí me jogo no chocolate violentamente. E aí que não consigo me manter magra. E… Qual é o ponto de fazer uma cirurgia plástica nos seios se nem consigo me manter num peso saudável para isso?

3º: pêlos. Sou peluda pra porra. Quando tomo bastante sol, os pêlos dos braços e das coxas fiam loirinhos, é até fofo. Mas e aqueles pêlos que constituem BARBA? Homem tem barba, mas eu também tenho. O estranho é que minha sombrancelha é fina e não tenho bigode. Mas ainda assim.
Ainda no quesito pêlos: penso seriamente em fazer depilação a laser na virilha, já que desde os 10 anos tenho pêlos pubianos que encravam que só o caralho, deixando a pele da minha virilha numa situação que, acredita, nenhum homem faz questão de ver.
E aí minhas fantasias sexuais se fodem.
Não, nenhum creminho resolve. Só laser e cirurgia pra consertar a textura da pele.

4º: tenho um nariz batatudo. Enquanto criança, esse era o ponto que eu odiava em mim, mas hoje em dia até o aceitei. Só mudaria se estivesse sobrando dinheiro, o que não é o caso.

5º: estrias. celulite eu tenho, assumo e não ligo. O que me fodem são as estrias, “cicatrizes profundas inoperáveis” de acordo com a dermatologista. Desde que me entendo por gente tenho estrias brancas, nunca vi estria vermelha no meu corpo. Mas tenho estria em tudo que é canto: debaixo do braço, na lateral do peito, entre-coxas, lateral-coxas, menos na bunda. Como se mudasse alguma coisa.

6º: coxas grossas. Mesma coisa do peito: fica bem em foto, com roupa curta. Mas experimente andar na praia com vestido tendo coxas grossas. Vai ralar tudo e você vai querer morrer.

E aí, o que sugerem?

Amanhã vou pra praia, ou seja: TORTURA. Meus seios tortos, meus pêlos, a banha, as estrias e aquele monte de enininhas magras, sem pêlos, cabelos lisos, peitinhos anatômicos, sem defeitos no corpo e com namorados.

O pior é que ficar em casa é ainda pior, acreditem.

Feliz ano novo. Pra mim, qq porra serve.

Anúncios

13 comentários sobre “Cada centímetro quadrado

  1. Dia desses, tava lendo o blog de uma amiga sobre essas coisas de beleza física nanana e, por mais q a opinião dela possa ser um pouquinho descreditada pq ela é linda e nunca deve ter sofrido lá com aparência, ela falou coisas q me fizeram rir e sair mais feliz comigo (mesmo q de vez em quando fique pra baixo, me achando um lixo, ok.), ela ficou falando como um monte de gente, q nem é tão bonito, é alegre, pra cima, com assuntos legais e bem com elas mesmas e, por isso, abalam e conquistam, uhu. No começo, eu só ria e tal, mas depois, olhando direitinho, comecei a lembrar um monte de gente q nem é tão linds, mas parece q tem um ímã e, com a convivência, vc percebe pq. Enfim, as coisas têm de partir de vc, gostar de vc mesma (tudo bem q tô me estranhando dizer essas coisas, já q tô no mesmo processo de aceitação e amor por todas as partezinhas de mim e tal, mas pois é), e vc mesma disse saber como é legal e inteligente e tal, começa arrumando confiança daí.
    Ah, em relação à compulsão, eu tbm sou assim Ç.Ç (e já disse isso por aqui :x) e desses vai e vem de gordura vêm as estrias e tal, né? (Ç.Dz) enfim, essa semana eu tava até pensando q tenho q me curar de vez disso. Voltar pra terapia e…tomar remédios, se preciso, no começo (oq n fiz até agora por medo geral q minha família coloca na minha cabela e pelos anti-depressivos e efeitos colaterais q acompanham os coisos q diminuem essa tal “compulsão”) pq isso é uma doença, com alcoolismo e tem de ser encarado como tal, por mais q as pessoas n queiram v assim. De qualquer forma, nos últimos anos (com exceção de uns momentinhos) tô feliz do jeito q tô, graças a Deus. Espero melhorar, claro, mas já agradeço por tá uhu desse jeito 😀
    Que 2010 seja muito bom pra vc, Ana. Beijo.

  2. Ana, sou uma inconformada com N coisas em mim, quando na pré adolescencia chegava a ficar imaginando que um dia um gênio me daria 3 pedidos e o primeiro sempre era *Fazer uma mudança geral em mim, começando pelos cabelos e terminando na unha do mindinho… rsrsr

    Mas agora que cresci de vez, comecei a ter que me aceitar e a tentar mudar o que me incomoda, ser careca era terrivel mas ai o cabelo cresceu e não era lisinho como os das amigas, ai passei a odiar o cabelo, resolvi usando muito chapinha… KKK e por ai foi, fiz duas cirurgias corretoras na area do pubis e estou indo pra terceira, pq simplesmente era impossivel pra mim manter uma relação sexual saudavel me sentindo o ser mais feio do mundo, por isso não se iniba, se o seios incomodam, conserte-os -se é que estão quebrados, rsrsr- mesmo com todos os outros fatores, pense que é menos uma coisa pra odiar em vc, e será principalmente mais uma coisa pra amar, e vá mudando tudo que incomoda, eu mudei, e ainda pretendo mudar muita coisa, mesmo que aos poucos e o que eu posso te dizer é que me fez bem, então…

    bjus…

  3. Ah Ana, eu te digo, sei como é isso, mas eu aprendi com o tempo a me aceitar e tentar mudar o que me incomoda. ‘E verdade, tem dias que vc acorda odiando cada parte do seu corpo, mas acho que é normal até com as modelos, que nem são tão perfeitas assim.
    Ja vi fotos suas e porra tu é bonita cara, td bem que esse elogio vindo de uma mulher não serve muito, mas tô sendo sincera, e poxa se teus peitos ficam bonitos em fotos (ficam sim, eu vi as ftos) que seja, melhor assim do que nem hein fotos. Imagina ai!
    E espero que teu dia na praia tenha sido fenomenal, não se prenda a detalhes, eu comecei a relaxar indo pra praia qdo liguei o “foda-se” e hoje me sinto mto melhor.
    Vc é linda, inteligente e escreve bem pra caramba.

    Beijos e feliz 2010

  4. Ei, mocinha, calma aí, slow down!
    Do alto dos meus 44 (anos, o tamanho é 48 e a altura é 1,57, tá bom pra vc?) GRITO que a autoestima é você quem faz!
    Com estrias, pelos, gordura, tudo e mais um pouco… você bate no liquidificador, e se ama. Porque se você não se amar, mais ninguém vai lhe amar. E vou contar um segredo: Quando me vi abandonada pelo marido de 20 anos, gorda, deprê e cheia de complexos… entendi que só havia uma “coisa” que me era imprescindível: o amor de Deus. E com ele, eu consegui me amar, e descobrir até um novo amor!

    Vai com fé, que 2010 vai ser diferente. Faz o que estiver ao seu alcance, mas antes de qualquer coisa, aceite o amor de Deus por você e se ame. Tudo muda!!!

    Beijão e feliz você nesse ano novo!!!

  5. Também não gosto do meu peito, mas nossos motivos são diferentes. Meu seios são pequenos, e isso sempre me incomodou, mas, hoje em dia, ligo mais pro bico, acho grande, sei lá ;~. De blusa e sutiã – enchimento,oi? – tudo fica bem.

    Minhas pernas são finas, e até já liguei mais pra isso, mas, ainda,sim, não gosto.

    Sou dentuça – agora nem tanto-. Uso, acredite, aparelho há uns seis anos.Nem sei mais como meus dentes são na íntegra.

    Em foto é que vejo mais a diferença do tamanho entre meus olhos.

    E, ultimamente ‘criei’ uma ‘barriguinha’ que anda me incomodando, já que era seca, antes.

    Poucas pessoas satisfeitas em relação a isso.

    Sabe, Ana,gosto da sua sinceridade ao escrever. Você consegue expor assuntos delicados e pessoais como esse,com naturalidade.

    beeeijos ;**

  6. Ok, eu não vou ficar sem comentar por não saber oq falar (pela enésima vez, então, lá vou eu falar besteira…)

    Acho que todo mundo tem essas nóias, mas não adianta falar isso pra vc (nem pra ninguém) qdo a gente tá revoltado consigo mesmo. Tava lendo os coments ali em cima e lembrei q qdo adolescente eu me sentia o patinho feio…todo mundo era lindo, cabelão comprido, liso, corpão em cima, etc. E eu com o cabelo enrolado, rebeldezão, magrelissima. Não, eu não resolvi ‘me assumir’. Eu resolvi ir mudando até chegar onde eu qria. Adotei o cabelão liso, acostumei com o q tinha de bom (e gostava, q isso é oq mais interessa) no corpo, e principalmente, com o que não se vê – conversar, dar risada, saber fazer rir. Hj,sei lá…eu sou outra pessoa. Hj eu sou tudo que queria ser, mas me assusta, acredita?

    Tenho medo do corpão, das pessoas me olhando na rua. Namoro o cabelo durante horas no espelho. E brigo com a porra das espinhas, a porcaria dos quinhentos mil pêlos ¬¬, minha bunda virou um festival de estrias conforme eu ‘ganhei’ o corpão…mas enfim, não se pode ter tudo, né?

    Acho que precisa achar um jeito, Ana – e aham, tem um jeito sim que vc não vai viver assim pra sempre – de vc se sentir satisfeita com vc mesma. Entende? Satisfeita o caralho, feliz. Conversa com a terapeuta (a minha tb saiu de férias, ainda bem q foi agora q tou precisando pouco dela oO), sei lá, eu não sei :s sabe qdo vc quer mto que alguém se sinta bem, mas não sabe como? sou eu com vc nesse exato momento. =/ Mas a parte boa é q eu acredito que tem solução sim…e eu espero que vc a encontre!

    =)

    saudade de ti no twitter #prontofalei

    =*

  7. Ana, meu bem…
    Por mais que tenha se esculhambado toda, acredite, isso são coisas que vc percebe, ninguem fica notando a virilha de oura pessoa na praia, relaxa meu bem, temos defeito, todos nós odiamos eles, mas exisem as qualidades… Relaxa, vai pra praia e quando for trepar com alguem relaxa, ninguem tem tempo pra ficar notando se o peito é maior que o outro!!

    Beijão Gata!!

  8. Oi Ana,

    Quase nunca comento aqui, mas sempre leio e sempre me acho muito, mas muito parecida com você, inclusive nos pêlos encravados da vírilia. Eu também tenho um problema sério porque depilar com gilete acaba com minha pele e, por incrível que pareça, a cera também. Enquanto não tenho grana pra depilação a leaser eu encontrei duas soluções que melhoraram bastante. A primeira é um remédio chamado Glyquin, é um creme que você pode passar toda noite, e até de manhã ou antes de sair de casa, quando não for tomar sol na região. Ele clareia a pele da região da vírilia e é ótimo. Essa foi a solução prévia da minha dermatologista. A segunda foi uma descoberta minha, em um salão de Higienópolis. Lá eles depilam com uma cera que só tem em três lugares aqui no brasil, segundo a mulher, é natural e é tirado de algum buraco da amazônia. Enfim, a depilação é cara quase 40 reais só a virilia, mas não agride a pele e é ótimo, por incrível que pareça quase não dói. Até a cor da cera é diferente, é meio amareladinha, quase branca.

    O nome do lugar é Maria Flor e fica na Marquês de Itu, 847.

    São várias coisas que não gostamos no corpo, com o tempo a gente se acostuma e acha pequenas e rápidas soluções 😉

    Sorrisos largos.

  9. Sambista Comuna disse:

    Já pensou em virar freira? (to zuando)

    Mas na foto do perfil do blogger, achei você bonitinha. E o seio do lado esquerdo até que seduz, viu?

  10. Olá. Encontrei o teu blog por acaso… Já pensaste que podes ter um problema hormonal? Dizes que és gorda, tens muitos pêlos e seios desproporcionados… Podem ser sintomas de problemas hormonais… Vai a um endocrinologista, ou se não tiveres fala nisso ao teu ginecologista ou ao médico de clínica geral. Boa sorte!

  11. Da disse:

    Nossa, sei como vc se sente. Eu também não gosto de praticamente nada no meu corpo, apenas meu cabelo. De resto eu mudaria tudo… Oq eu mais odeio são meus seios, eles são meio caídos; tem auréolas grandes e eu sou branca, mas as auréolas são marrons(fica tão feio, qria que fossem rosas/vermelhas).
    Acho que a flacidez é por eu viver emagrecendo e engordando, acabou que nessa história eu engordei bastante e emagreci. Até aí tudo bem… Com esse ganho todo de peso, com 20 anos adiquiri algumas estrias no lado direito da bunda. Eu chorei, sério mesmo, era a única coisa que eu me gabava internamente, não ter estrias.
    Eu me identifiquei muito contigo por não gostar de praticamente nada em meu corpo, mas por dentro até que gosto também. Morro de vergonha de transar com meu namorado por causa dos meus seios, minhas barriga(apesar de eu estar magra, ela nunca foi mto bonita, mas não vou reclamar aqui já que isso é “fácil” de se mudar), minha bunda e tantas outras partes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s